Dona de sorveteria pede para cliente usar máscara, e o resultado são as imagens que você vê no vídeo

E as agressões foram diversas. "Faz alguma coisa comigo para você ver se eu não meto a mão na sua cara”, disse. Assista ao vídeo

           

https://www.facebook.com/g1/posts/4402729766445741

História mal contada. Matéria tendenciosa, como todas que o G1 publica. Objetivo da matéria: rotular todos que se recusam a usar máscara como vândalos. Lamentável, G1, não vai "colar". Só quem estava lá sabe exatamente o que aconteceu. Por causa dessa palhaçada de máscara, já presenciei estabelecimentos tratando os clientes como lixo, simplesmente porque a pessoa esqueceu de colocar a máscara na hora, após a refeição. Não pode comer perto de balcão, mas pode ficar todo mundo aglomerado, num espaço fechado, sem máscara, comendo nas mesas, um próximo ao outro. Completamente "nonsense". O mínimo que um cliente merece é respeito. Afinal, sem ele, nenhum estabelecimento sobrevive.


Sabe porque não está dando para controlar o vírus porque enquanto tiver rave em sítios Enquanto Tiver baile funk nas favelas que o nome fantasia da favela é comunidade e enquanto tiver festas com 1000 ou mais em condomínios de luxo todo mundo sem máscara enquanto as praias lotadas transmitindo o vírus um ao outro e quando chegam em casa passam para toda a família amigos conhecidos então se fizessem como prefeito de Diadema fez no baile funk chegou lá com a polícia é um caminhão tanque meteu água em todo mundo todo mundo se molhou estragou a noite de todo mundo estragou um monte de celular os ladrões de moto se molharam todo e fugiram aí acabou o baile simples e sem violência agora esse caminhão-pipa também tinha que entrar no sítio para acabar com as rave jogando água em todo mundo e também nessas mansões em condomínio fechado à justiça devia autorizar a entrar os caminhões pipa e meter água pelas portas pela janela pelo cano de saída d'água por onde der para enfiar água vocês vão ver o que o vírus diminui 70%


+