Filas de espera por doação de comida em São Paulo dobram o quarteirão

Voluntários que atendiam principalmente a população sem-teto dizem que o número de pessoas esperando por uma marmita não para de crescer: "Não é mais só o pessoal de rua. A gente está percebendo que muitas pessoas passam para buscar por estarem desempregadas e com fome"

           

https://www.facebook.com/g1/posts/4521981784520538

É hora de ajudar pessoal e não de criticar esse ou aquele, vamo lá, quem pode dá mais e quem não pode dá menos, qualquer ser humano poderia estar nessa situação . A fome não espera e é muito triste isso, vamos cada um dar sua colaboração, é hora de ajudar e não de criticar, é com comida que se mata a fome e não com fofocas e disse que me disse, vão ao mercado e ajude o seu próximo, depois isso vai passar, no momento em que começarem a abrir as novas empresas e pararem de discriminar atividades comerciais, ter essa historia de não pode isso nem aquilo , não é crime não estão matando, não estão roubando e estão pagando seus impostos permitindo que abram empresas no país tudo muda, aqui é um país de muita gente pobre, no momento que abrirem muitas empresas será empregados todos os desempregados do país e ainda sobrará vagas, é só uma questão de imaginação que o povo sai dessa situação dificil e de fome, vamos todos ajudar quem precisa e em vez de criticar vamos dar idéias para melhorar. NOSSO PAÍS NA FRENTE SEMPRE , SOMENTE ABAIXO DE DE DEUS


BOLSONARO MENTE: GOVERNO AFIRMA QUE GASTOU UM TRILHÃO PARA COMBATER A PANDEMIA MAS, NA VERDADE, SÓ GASTOU 29% DESSE VALOR

Um levantamento nas contas públicas mostrou que, até agora, o governo federal empregou R$ 294 bilhões em medidas de combate à pandemia. É bem menos do que os 1 trilhão de reais que Bolsonaro e seus ministros têm anunciado. O Congresso aprovou um orçamento de R$ 512 bilhões para o enfrentamento ao coronavírus. Desse valor, os gastos exclusivos com a Saúde somaram até agora quase R$ 22 bilhões de um total de R$ 41 bilhões autorizados - pouco mais da metade. Além de não usar todo o orçamento disponível, o TCU identificou lentidão na liberação da verba e pediu explicações ao Ministério da Saúde, que tem até o fim de agosto para responder.
A falta de dinheiro tem sido a desculpa usada pelo governo. Mas na realidade existe verba para lidar com os principais aspectos da crise que está desamparando o brasileiro tanto na área sanitária quando na renda e emprego. Falta competência no governo também para lidar com o orçamento!


Já participei de várias campanhas de doação. Seja dando quentinhas a noite a moradores de rua ou doando cestas básicas para famílias carentes. Infelizmente o número de pessoas necessitadas nunca foi pequeno. Uma das maiores campanhas que participei em 2017 conseguimos mais de 50 toneladas de alimentos para doar nesta época de fim de ano. E se tivesse mais ainda não daria pra suprir toda a necessidade do povo. A pobreza extrema sempre existiu, e políticos nunca resolveram esse problema! Mas doações de pessoas que não tinham quase nada, botaram um sorriso no rosto de crianças que ia ter o que comer!



+