Covid-19: como a Argentina se tornou um dos cinco países com mais casos no mundo

Especialistas apontam que propagação da doença pelo interior e falta de cuidados dos mais jovens contribuíram para surto se agravar

           

https://www.facebook.com/g1/posts/4523963697655680

Olha só, agora os "especialistas" estão dizendo que foi a falta de cuidado dos mais novos que está causando isso?.

Desde o começo do ano vejo notícias até mesmo no próprio G1 que dizia que a Argentina foi um dos poucos países do mundo que entrou em isolamento severo desde o início. Que fechou aeroportos, escolas, bares, restaurantes, tudo. Que até proibiu as pessoas de saírem nas ruas sem autorização. E desde o começo, eles nunca pararam de infectar e morrer pessoas.

Não existe uma comprovação científica que se as pessoas ficarem trancadas dentro de casa não vao pegar esse vírus. Aliás, não existe NADA ainda comprovado como eficaz contra esse vírus. Se você sabe de alguma certeza, faça o favor de publicar aqui para ajudar.

Máscaras, uso de algo em gel, isolamento. Tudo isso não passa de teorias contra esse vírus. Nada de eficaz sabe-se sobre ele. Porque se soubessem, com certeza todos países adorariam essas soluções e não estaria morrendo essa quantidade grande de pessoas.

O que está dando para perceber com clareza, é que muitos países transformaram esse vírus em politicagem. Já não bastasse a gravidade dele, começaram a usar para derrubar o adversário político, para superfaturar compra de equipamentos e construção de hospitais e por aí vai.

Aqui na terrinha de Terceiro Mundo coincidentemente os números de mortes e infectados caíram drasticamente justamente no período que antecede as eleições.

Isso serve para você começar a duvidar de tudo que o governo fala e a mídia também. Porque agora ninguém mais morre de gripe, pneumonia, insuficiência cardíaca e respiratória, erro médico e por aí vai. Tudo é covid e ninguém fala mais dos outros números. Antes do vírus morriam 2 pessoas a cada 3 minutos só por erro médico. Doenças respiratórias, antes do vírus morriam até 650 mil pessoas por ano disso.

Mas é nisso aí. Vamos deixar o cabresto apertado e acreditar em tudo.


+