Ford encerra a produção de veículos no Brasil

Veja o que diz a empresa e como fica

           

https://www.facebook.com/g1/posts/4800434436675270

ISTO NADA TEM A VER COM O PRESIDENTE OU COM QUER QUE SEJA...A FORD(E NAO SÓ) TEM PERDIDO ESPAÇO NO MERCADO DE AUTOMÓVEIS E TODAS AS EMPRESAS MAL GERIDAS ESTÃO SENTINDO A QUEDA...A FORD TEM MODELOS CAROS E PAROU NA TECNOLOGIA MANTENDO VALORES ALTOS DEVIDO AO SEU CUSTO ALTO DE PRODUÇÃO...NA EUROPA JÁ HÁ MUITO TEMPO VEMOS MUITO POUCOS VEÍCULOS DA FORD ENQUANTO OUTRAS MARCAS QUE AVANÇARAM MAIS NA TECNOLOGIA DIMINUINDO OS CUSTOS DO PRODUTO FINAL CRESCEREM A CADA DIA...PARA TER UMA IDEIA EM 2019 A FORD TINHA EM SÃO BERNARDO 2300 FUNCIONÁRIOS EM UMA DAS SUAS MONTADORAS E 1000 DESSES FUNCIONÁRIOS ERAM DA ÁREA ADMINISTRATIVA...OU SEJA 1300 TRABALHAVAM NAS LINHAS DE MONTAGEM...UMA EMPRESA COM TANTOS ADMINISTRATIVOS NAO SE AGUENTA DE PÉ PRINCIPALMENTE EM MEIO A CRISE COMO ELA TEM ENFRENTADO NOS ÚLTIMOS ANOS...A FORD AGORA PROCURA POR PAÍSES ONDE A MÃO DE OBRA SEJA MAIS BARATA PARA PODER CONCENTRAR UMA LINHA DE MONTAGEM MAIOR...MAS NADA ADIANTA SE MANTER OS VALORES DOS CARROS MAIS CAROS DO QUE OUTROS FABRICANTES QUE OFERECEM MODELOS MAIS CONFORTÁVEIS E COM MELHOR TECNOLOGIA POR VALORES BEM MAIS BARATOS.


Já não é de hoje que o mercado mudou e mudou muito, o meio tradicional de transporte está com os dias contados, basta entender a forma de consumo da geração Y, Z... eles pouco importam se terão carro próprio ou não, preferem pagar Uber e não ter um gasto exorbitante com impostos, manutenção, combustível, do que ter um carro. O mercado mudará ainda mais, montadoras tradicionais ficarão para trás, hoje o homem mais rico do mundo se chama Elon Musk, o mesmo da Space X e Tesla, por sinal, o futuro são carros elétricos e autônomos. Imagina uma Uber, comprando a produção de uma montadora inteira e colocando os carros para rodarem de forma autônoma "24 horas" por dia, custo X benefícios é enorme, maior demanda, menor custo, quem não se reinventar nesse mercado, já era. Outro negócio próximo do fracasso são as corretoras de seguros de autos, carros autônomos = maior segurança, se não tem acidentes, "roubos", quem pagará a conta? Apenas uma reflexão, mas pertinente para este momento. O problema não é o Brasil, o mercado, o consumo mudou e muitas montadoras ainda não entenderam isso.


Já que muitos não tiveram nem a curiosidade de pesquisar o motivo de ter fechado a fábrica DA FORD de SÃO BERNARDO DO CAMPO
(FÁBRICA QUE PRODUZIA APENAS OS FIESTAS HATCH’S)

Deixo aqui em baixo a matéria completa, para que vocês leiam e parem de querer colocar sempre a culpa no atual governo, o G1 já cria manchete polêmica justamente por causa disso, para que os esquerdistas já entrem falando de governo como sempre tem feito, e o pior de tudo, não tem nem a curiosidade de pesquisar a atual notícia, os motivos e o que realmente é verídico ou não!
isso não tem absolutamente nada haver com política, tem haver com o mercado da Ford principalmente dos modelos Fiesta e linhas de caminhões que caiu muito nos últimos anos e quem entende bem de carro e caminhões sabem bem disso!

A fabricante teve alguns motivos para encerrar as atividades na fábrica que operava desde 1967, quando foi adquirida da Willys-Overland. UOL Carros lista as razões a seguir.

Planejamento global
A Ford passa por uma nova fase de reestruturação global e o Brasil não ficou de fora. Nos EUA, a empresa já havia anunciado que abandonaria os automóveis de passeio (com exceção do Mustang), investindo apenas em SUVs e picapes. A mesma estratégia deve ser repetida aqui, com a diferença de que apenas o Ka deve sobreviver por conta das boas vendas -- o carro aparece constantemente no top 3 de emplacamentos.

Problemas com legislação
Caminhões eram o foco da linha de montagem da Ford na região do ABC Paulista. Depois de realizar estudos, a fabricante concluiu que manter o negócio de caminhões exigiria um alto volume de investimentos para atender às necessidades do mercado e aos crescentes custos com itens regulatórios, como as novas exigências do Proconve P8 ou Euro 6 que já está previsto para o Brasil a partir de 2023.

Fiesta: um esquecido
A atual (e derradeira para nós) geração do Fiesta foi lançada em 2011. Importado do México, ele tinha design atraente e um bom pacote de itens de série, incluindo até sete airbags no pacote mais caro. Quando foi nacionalizado em 2013, o carro perdeu boa parte do requinte, mas trouxe uma reestilização visual que o deixou alinhado com os demais modelos. Só que os investimentos no carro pararam por aí. Nos anos seguintes, o carro ganhou apenas a nova motorização 1.0 EcoBoost, oferecida por mais de R$ 71 mil. A última novidade foi um novo facelift em 2018, enquanto lá fora o carro ganhou uma nova geração, bem mais moderna. Some a tudo isso à estreia de rivais mais modernos (como o novo Volkswagen Polo) e você entenderá as razões da derrocada do Fiesta.

Olha a concorrência
Faz alguns anos que a Ford não anda bem das pernas. Embora tenha fechado o ano com 9,17% de participação de mercado contabilizando emplacamentos de automóveis e comerciais leves, a Ford é frequentemente ameaçada por rivais como Renault, Hyundai e Toyota. Nos caminhões a situação é pior: a empresa fechou 2018 com 12,18% do mercado, suficientes para colocá-la em uma discreta quarta posição. As rivais Mercedes-Benz e Volkswagen possuem mais que o dobro da participação da Ford.

Segmentos em baixa
As vendas da Ford já não ajudam muito, mas a marca insistiu por muito tempo em segmentos que estão longe dos melhores dias. Os hatches médios foram engolidos pelos SUVs e foi justamente o crescimento desta última categoria que poderia ter salvo a Ford. Ironicamente, foi a própria marca que inaugurou a categoria de SUVs compactos nacionais com o EcoSport em 2003. A história da empresa poderia ser diferente se algo tivesse sido feito antes...

Carros em Camaçari
Se no passado vários modelos históricos saíram de São Bernardo (como Maverick, Corcel e Escort), o presente da fábrica de São Bernardo não estava nada bom, já que apenas o Fiesta hatch era fabricado lá. A inauguração do complexo Ford Nordeste em Camaçari (BA) levou a produção dos modelos mais importantes para lá. E assim é até hoje, já que EcoSport e a linha Ka são feitos na Bahia.

Fonte: uol.com.br

Pesquisem antes de falar, parem de passar vergonha e quererem ser melhores que os outros, o país é de todos, não consigo entender como é que as pessoas conseguem ser tão arrogantes a ponto de torcerem pro pior somente para poderem falar que estavam certas! Ridículo isso.



+