Bolsonaro edita Medida Provisória que permite suspensão de contrato de trabalho por 4 meses

A medida entra em vigor imediatamente, mas precisa ser confirmada pelo Congresso em até 120 dias. Texto prevê acordos individuais entre patrões e profissionais acima das leis trabalhistas

           

https://www.facebook.com/g1/posts/3786300338088690

Quero ver quando faltar emprego, empresas for a falência e o salário do servidor público cortado pela metade ?

Desabastecimento da cadeia produtiva, com falta de itens básico nos supermercados, país de família desesperado por não ter o q dar de comer para os filhos e pessoas saindo a rua por alimento.

O mundo está diante da triste realidade de tomadas de decisões q resultará em mortes ou menos mortes.

A escolha é muito difícil em qual ação deve ser tomada.

Existe um dilema enorme q aflige as lideranças!

Oremos, para q a política seja deixada de lado e a emoção de lugar a razão , e nossos governantes possam trabalhar unidos na tomada de decisão q resultará no futuro do Brasil.


Eita menino se preparem para o caos, a nova ordem mundial a todo vapor, o mais engraçado disso tudo é que todos os países do mundo estão entrando em crise, justamente no ano que o papa iria anuncia um reunião com os líderes globais no dia 14/05/2020, pedindo um único líder global para resolver os problemas do mundo, só que essa reunião foi adiada para outubro, é muita coincidencia os governos no mundo entrando em caos e justamente no msm ano o papa pede uma reunião pra líder com os problemas do mundo, o anti Cristo se levantará da crise global, um futuro falso salvador da humanidade, só não ver quem não quer, vocês zombam de Deus mas quando estão no desespero vocês são os primeiros a se lembrar dele quando precisam....ah podem me chamar de louco, doido se quiserem tbm, eu não ligo, quem fala a verdade nesse mundo e taxado assim msm, doido, louco, lunático, vocês amam a mentira ner a toa que vivem nela.... Conhecereis a verdade e ela vai te liberta...


O governo federal, diante da iminência de um caos na saúde dos brasileiros, ou seja, mortes em massa, só pensa em como "preservar a economia" e assim garantir sua sobrevivência política. Essa medida visa, escancaradamente, proteger os empresários, os trabalhadores q se ferrem e sobrevivam se puderem. Todos os países desenvolvidos estão garantindo um rendimento mínimo p/ garantir a sobrevivência, mas aqui esse facista minimiza a crise e só pensa no próprio umbigo. E os altos salários do Legislativo, Judiciário, Forças Armadas e outros setores do Executivo, não sofrerão "acordos" p/ jogar dinheiro na saúde e na preservação da vida dos mais pobres? Não podemos admitir isso!



As pessoas estao pensando em Utopia, vamos pensar na realidade! Vcs acham q td empresario é rico? Não!! Mtos pagam salario sem ter como pagar, mas precisam do funcionario senao a empresa fecha!! Agora numa situaçao dessas ou se faz acordos ou morre todo mundo de fome! Nao existe outra soluçao! Se o empresario tiver q pagar os salarios sem faturamento, o empregado vai receber 1 só e tchau! Nao vai ter pro proximo mes nao!!
O governo esta injetando milhoes todos os dias para tentar segurar o desemprego,basta rer vontade e ler as noticias do ministerio da economia, mas isso é uma crise mundial, nao é só no Brasil nao gnt!!


Em meio à pandemia, Bolsonaro edita MP que protege trabalhador e empregador, evitando demissões em massa.
*
O presidente Jair Messias Bolsonaro editou uma medida provisória, publicada em edição extra do Diário Oficial da União na noite de domingo (22), que permite que contratos de trabalho e salários sejam suspensos por até quatro meses durante o período de calamidade pública.

A medida é parte do conjunto de ações do governo federal para combater os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus.

Como se trata de uma medida provisória, o texto passa a valer imediatamente, mas ainda precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional no prazo de até 120 dias para não perder a validade. O governo federal defende a proposta como forma de evitar demissões em massa.

Segundo a MP, a suspensão de contratos deve ser feita de modo que, no período, se garanta a participação do trabalhador em curso ou programa de qualificação profissional não presencial oferecido pelo empregador ou alguma entidade.

A medida provisória também estabelece que:

o empregador não precisará pagar salário no período de suspensão contratual, mas "poderá conceder ao empregado ajuda compensatória mensal" com valor negociado entre as partes.

-nos casos em que o programa de qualificação previsto não for oferecido, será exigido o pagamento de salário e encargos sociais, e o empregador ficará sujeito a penalidades previstas na legislação.

-a suspensão dos contratos não dependerá de acordo ou convenção coletiva, mas poderá ser feito de forma individual ou coletiva.

-a suspensão do contrato será registrada em carteira de trabalho física ou eletrônica.

-acordos individuais entre patrões e empregados estarão acima das leis trabalhistas ao longo do período de validade da MP para "garantir a permanência do vínculo empregatício", desde que não seja descumprida a Constituição.

-benefícios como plano de saúde deverão ser mantidos
***
#avancabrasil


Sabe o que vai acontecer ou vai se gerar uma onda de violência ainda maior com saques e quebradeira ou vão voltar a vida normal respeitando as normas de segurança que é 1.50 de distância , álcool gel etc .. porque o governo destruiu a classe trabalhadora a maioria agora são neo liberais esqueceram o que isso quer dizer ? Que o indivíduo está por sua conta e risco e o governo por sua vez não pode de forma alguma jogar essa bomba no colo dos empregadores e muito menos dos empregados . Um governo débil que não entende sua própria ideologia que age como se o próprio dinheiro não fosse acabar cadê o corte de salários de todos os parlamentares todos de vereador a presidente !


O principal fator dessa medida é, como se trata de uma suspensão de contrato, o empregado ficará sem receber salários, de outra forma o mesmo também não terá auxílio seguro desemprego,já que não é uma demissão sem justa causa, sendo assim, como ficaria o pai de família?
As despesas continuam, sua sobrevivência e de seus filhos também.
Não é só ver uma demanda de desemprego, não se trata de resguardar ou proteger, tudo vai além, a maioria das empresas têm como sobreviver se o próprio governo suspender o que realmente sufoca os empresários, IMPOSTOS, mais será que o mesmo desejar diminuir sua arrecadação, em que momento da sua vida você já viu isso acontecer, todos os projetos de reformas sempre tem um beneficente, com certeza nem um deles é pra o povo.


+